quarta-feira, 24 de maio de 2017

V Congresso Arquidiocesano da Divina Misericórdia

O V Congresso Arquidiocesano da Divina Misericórdia, diferente das outras edições, este ano aconteceu num só dia, 20 de maio no Santuário Arquidiocesano da Divina Misericórdia no Rio de Janeiro. Inspirado pelo Ano Mariano o tema deste ano, foi “Nossa Senhora Mãe de Misericórdia” tendo como lema “Sua misericórdia se estende de geração em geração, sobre os que o temem”.  Lc 1,50


Com 250 inscritos entre leigos  de vários bairros e cidades vizinhas,   religiosos e com a presença do pe. Laureandro da Silva que veio com um grupo de 15 pessoas da cidade de Juiz de Fora/MG, religiosas de algumas congregações: Carmelitas Descalças Servas dos Pobres, Missionárias da Caridade, do Movimento Contemplativo Charles de Foucauld, e as Irmãs da Congregação de Nossa Senhora da Misericórdia.


A primeira palestra feita por pe. Daniel Luz Rocchetti SAC- (doutor em Missiologia)“Por fim, o meu Imaculado Coração triunfará”: Reflexões sobre a mensagem de Fátima no centenário das aparições.  Nossa Senhora pergunta aos pastores: “Quereis oferecer-vos a Deus para suportar todos os sofrimentos que Ele quiser enviar-vos, em ato de reparação pelos pecados com que Ele é ofendido e de súplica pela conversão dos pecadores?” E ensina que só através da Oração, da Penitência e o Sacrifício.


Dom Orani Tempesta, em sua homilia, disse-nos que foi a intercessão de Nossa Senhora que permitiu o Ano da Misericórdia. Ela é o primeiro “Templo da Misericórdia”. Que devemos nos deixar conduzir pelas mãos da Mãe, que nos leva ao encontro de Jesus.
Os testemunhos das graças na vida de Marília Lopes, e a conversão de Alexandre Finotelli, mostram que Nossa Senhora, é uma mãe atenta as necessidades dos seus filhos.

O Diácono Melquisedec Ferreira abriu a tarde, com a palestra sobre Nossa Senhora Aparecida. (em sua paróquia S. Rafael Arcanjo, ele reúne 2000 homens semanalmente para rezar o terço mariano). Lembrou que os portugueses chegaram aqui com uma cruz no navio, e que o país começou com a celebração de uma Santa Missa. Após sua palestra, rezou o Terço de Nossa Senhora pela atual situação do Brasil.
Rezamos o Terço da Misericórdia,e em seguida,  ouvimos a Irmã Solange Diniz, da Congregação de N.S. da Misericórdia, (a mesma a que pertenceu Sta. Faustina Kowalska) - Maria é antes de tudo aquela que trouxe ao mundo o filho de Deus e, desta forma, participa da obra salvífica de Cristo. Ela é a mãe da misericórdia encarnada;  -Maria tornou-se a Mãe da Misericórdia do modo mais pleno possível: aos pés da Cruz;

- Maria é o modelo mais perfeito, mas não somente o modelo, como também, o nosso porto seguro. Nela devemos buscar proteção;
- Santa Faustina não tinha medo de compartilhar com Maria os seus momentos difíceis. Ela tinha toda a confiança e uma intimidade muito grande com a Mãe Santíssima.

- E assim como falou para Sta Faustina, ela fala para nós até hoje: “Nada receies, sê fiel até o fim. Eu me compadeço de ti”.  Diário 635
 Depois contou-nos de sua experiência ao longo destes 20 anos, vivendo, rezando e trabalhando nos mesmos lugares em que Sta, Faustina, rezou, trabalhou, fez suas refeições.

O Congresso terminou com o teatro musical: “Cantarei as Misericórdias do Senhor” com a Cia. de Artes, Luz do Mundo da Maíra Jaber.
Sem a colaboração de muitos paroquianos e anônimos, este evento não sairia. Que Deus abençoe a todos!

                                                                          Marita Veiga

terça-feira, 16 de maio de 2017

Bicentenário da ordenação sacerdotal de São Vicente Pallotti (1818-2018)

 Em 16 de maio de 2018 vamos comemorar o Bicentenário da ordenação sacerdotal do nosso Fundador, São Vicente Pallotti. O Conselho Geral decidiu iniciar as celebrações deste aniversário em nossa Sociedade, já no dia 16 de maio de 2017 e tomar algumas iniciativas a nível de toda a Sociedade. A primeira refere à publicação de um livro de Reitor Geral, Pe. Jacob Nampudakam, SAC, intitulado “O espírito do sacerdócio segundo de São Vicente Pallotti. Reflexões sobre o bicentenário da sua ordenação sacerdotal”. Nele estão desenhados os aspectos fundamentais da figura do padre Vicente Pallotti, para dar orientação de como viver o ministério sacerdotal em nossos tempos. O livro, agora em italiano, será traduzido para outros idiomas e enviado a todos.
Outra iniciativa prevista para o Ano Jubilar é a ordenação de alguns dos nossos coirmãos em 19 de maio de 2018 na Basílica de São João de Latrão, onde São Vicente foi ordenado sacerdote. Em uma carta dirigida a todos os Superiores Maiores, o Reitor Geral convida para identificar as formas e meios para comemorar este evento espiritual em sua respectiva entidade. Está previsto  organizar outras iniciativas ao nível de toda a Família Palotina pelo Conselho de Coordenação Geral da União do Apostolado Católico.

quinta-feira, 4 de maio de 2017

Padre João Antônio Baraniecki partiu para casa do Pai

A morte não é nada. Eu somente passei para o outro lado do Caminho. Eu sou eu, vocês são vocês. O que eu era para vocês, eu continuarei sendo... Eu não estou longe, apenas estou do outro lado do Caminho” (Santo Agostinho).
Região da Mãe da Misericórdia do Rio de Janeiro, da Sociedade do Apostolado Católico, com muito pesar informa o falecimento, no dia 4 de maio de 2017 do padre João Antônio Baraniecki, pároco da paroquia de Nossa Senhora dos Navegantes no Rio de Janeiro.
Pe. João Antônio nasceu no dia 2 de janeiro de 1954 em Starczów, Polônia. Entrou na Sociedade do Apostolado Católico onde em 8 de setembro de 1976 fez a sua primeira consagração. Foi ordenado Sacerdote no Seminário Maior Palotino em Ołtarzew no dia 2 de maio de 1981. Logo depois da ordenação em 1983 chegou ao Brasil, onde foi por muitos anos pároco em Itaperuna (paroquia de São Bendito), Niterói (paroquia de Nossa Senhora de Fatima, Largo de Batalha) e nos últimos anos em Nossa Senhora dos Navegantes no Rio de Janeiro. Durante esses anos foi também diretor espiritual dos nossos seminaristas no Rio de Janeiro. Sempre gostava de trabalhar com os coroinhas. Nos últimos anos estava trabalhando no complexo da Maré, entre os mais pobres e estava muito feliz. Na última terça-feira celebrou 36 anos da ordenação sacerdotal.

O velório acontecerá durante o dia 05 de maio, na Paróquia Nossa Senhora dos Navegantes no Rio de Janeiro, a partir das nove horas da manhã. Ao longo do dia, os padres celebrarão diversas missas.
Às 19 horas o Cardeal Dom Orani celebrará a Santa Missa nesta paróquia juntamente com outros os padres. O velório continuará durante a noite.
No dia seguinte, pela manhã do dia 06 de maio, o corpo do Pe. João Antônio será levado para a Paróquia Nossa Senhora de Fátima – Largo da Batalha / Niterói, onde será velado e haverá uma Santa Missa às nove horas da manhã.
Às onze horas o querido Pe. João será sepultado no Cemitério Parque da Colina, no jazigo dos padres Palotinos.


Padre João Antônio, vá em paz, vá com Deus! Obrigado! Lá do céu olhe por cada um de nós, por nossa Região. Que a mãe da Misericórdia abra seus braços e acolha este filho. E na confiança da fé dizemos: Dai-lhe Senhor o descanso eterno, e a luz perpétua o ilumine. Descanse em paz! Amém.

49 anos de fundação da Paróquia São Benedito de Itaperuna

Santa Missa e almoço para comemorar os 49 anos de fundação daParóquia São Benedito de Itaperuna










quinta-feira, 27 de abril de 2017

Dia de Nossa Senhora do Bom Conselho

Dia 26 de abril – Dia de Nossa Senhora do Bom Conselho.
Neste dia especial, comemoramos Nossa Senhora do Bom Conselho, que é padroeira da UAC – Pendotiba, Niterói.
E para nossa alegria, tivemos a visita da senhora Dayse Barros, vice presidente da UAC do Brasil.
Por conta dessa visita, nos reunimos na Capela de São Sebastião, que pertence a paróquia Palotina de N. Senhora de Fátima.
A santa missa foi celebrada por nosso novo pároco, Pe. Jorge. Após a missa, a senhora Dayse nos contou um pouco sobre a UAC em Manaus, e conversamos sobre as propostas e anseios para a UAC de Pendotiba.
Encerramos a noite com um lanche e confraternização.


Heloisa Teixeira

quarta-feira, 26 de abril de 2017

Festa da Misericórdia no Santuário Arquidiocesano da Divina Misericórdia – Rio de Janeiro

Com muita alegria, e grande expectativa,  iniciamos  a Festa da Misericórdia já no sábado, véspera do dia da Festa, que Jesus pediu a Santa Faustina e está registrado em seu Diário em várias  passagens:  D. 88,280,699...

A Festa da Misericórdia no Santuário Arquidiocesano da Divina Misericórdia, no sábado é uma festa popular. Barraquinhas,a  banda "Cristo em Nós" da paróquia palotina N.S. Medianeira de Todas as Graças, sempre afinada  animou e  movimentou jovens e adultos!

Domingo amanheceu chovendo, porém não nos deixamos abater. Iniciamos os preparativos para o grande dia!  
No Santuário, a Santa Missa solene às 15h foi celebrada por Dom Luiz Henrique Brito e concelebrada por padres palotinos. Nesta Santa Missa, padre Krzysztof Sopicki, assumiu como Vigário Paroquial.


As bandas Servos da Misericórdia e EAC,  que animaram o domingo, tiraram a juventude do chão
No dia  23 de abril comemoramos o santo guerreiro S.Jorge, que na cidade do Rio de Janeiro é motivo de grandes comemorações e de uma grande devoção.  Após a Santa Missa celebrada por pe. Jan Sopicki, na praça de S. Jorge , os fieis vieram para o Santuário, e ouve o encontro   duas procissões, a de S. Jorge, e a da Divina Misericórdia. Formamos um só grupo e caminhamos  pelas ruas do bairro. A chuva não deu trégua. Parecia que quanto mais cantávamos louvando a Deus por esta Festa que saiu das entranhas do coração Misericordioso de Jesus, a chuva descia copiosa, derramando "água viva" sobre todos nós!




Agradecemos   e a S. João Paulo II, que seguindo as indicações de Jesus a Santa Faustina, não somente instituiu a Festa, mas concedeu indulgência plenária aos fiéis neste domingo.
Jesus, eu confio em Vós!

Marita M. C. Veiga

domingo, 23 de abril de 2017

Encontro da União do Apostolado Católico

No dia do aniversário de nosso querido São Vicente Pallotti, a UAC do Rio de Janeiro, encontrou-se no seminário em Vila Valqueire.
Fomos extremamente bem recebidos por nossos queridos irmãos seminaristas e queridos padres.
Após algumas palavras de nosso superior padre Estevão, e do reitor do seminário padre Gilmar, tivemos uma palestra com padre Daniel, responsável pela UAC da Região, com o título: Re-avivar, Re-ascender, Re-novar, Ressuscitar.

Após, Santa Missa presidida por padre Estevão, e renovação do compromisso.
Após, delicioso almoço no seminário.
Na hora da misericórdia, terço da Divina Misericórdia , transmitido por nossa querida Rádio Catedral e adoração ao santíssimo.
Dia abençoado.
Heloisa Teixeira